Televendas 0800 701 4770 / 0800 770 4770
SAC 0800 771 1516
Entrega Medicamentos em até 24h / HPC em até 48h

NRF foca em renovação das lojas físicas, tecnologia e parcerias para expansão

NRF foca em renovação das lojas físicas, tecnologia e parcerias para expansão

A NRF 2019 revelou que os grandes players do setor estão focando cada vez mais nas transformações digitais para um futuro omnichannel integrado ao ponto de venda. Considerado o maior encontro do varejo mundial, o evento reuniu mais de 30 mil participantes entre os dias 13 e 15 de janeiro em Nova York.

Para o consultor e sócio da BTR-Varese, Alberto Serrentino, um dos representantes brasileiros na NRF, está clara a retomada de autoconfiança por parte do varejo na viabilidade da loja física, na capacidade de reação e no avanço nos recursos de solução digital. “O varejo define e entende a loja física como um artigo estratégico e fundamental, que precisa ser reinterpretado”, afirma.

Também de acordo com o executivo, há uma discussão cada vez maior no poder dos dados e na capacidade de análise das informações, a fim de que a aplicação da tecnologia seja convertida em maior produtividade e assertividade de seus profissionais. Outro ponto de destaque da feira foi o entendimento do cliente como eixo central do negócio e a importância de oferecer uma jornada de experiência positiva. “O cliente busca emoção e quem consegue entregar isso e fazer bem feito sai na frente”, afirma Serrentino.

Em busca de novos mercados

Outra discussão que chamou a atenção durante a NRF foi em relação ao quanto os varejistas devem manter as operações dentro de casa ou buscar parceiros para expandir os negócios, aprimorar suas operações e ter mais eficiência.

De acordo com Alex Gourlay, COO da Walgreens Boots Alliance, a transformação digital em uma rede com o porte da empresa está baseada na ideia de “aliança”, que orienta as operações online e off-line. Segundo ele, o mercado norte-americano continua sendo o prioritário para a varejista, mas há muito investimento voltado para a expansão na Ásia, tendo a China como alvo principal. O COO também enxerga potencial na Europa, em razão do rápido envelhecimento da população.

Já o CEO da Kroger, Rodney McMullen, destacou que a expansão da cadeia de supermercados ocorreu em função de parcerias firmadas com a Microsoft, no desenvolvimento de uma experiência de loja mais conectada, e com a Walgreens, para fornecimento de alimentos para as drogarias da rede. Um caso para inspirar o varejo farmacêutico na busca por ampliar sua abrangência e espectro de serviços.

Fonte: Panorama Farmacêutico

Assine nossa newsletter